Em MS, 27 municípios já aderiram e outros 23 querem aderir ao programa Criança Feliz

0
19
Ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra e o governador Reinaldo Azambuja - Foto: Álvaro Rezende/Correio do Estado

Serão disponibilizados R$ 568 mil para implantação das ações no Estado

Em Mato Grosso do Sul, 27 municípios já aderiram e outros 23 estão em fase de adesão ao programa Criança Feliz, do Governo Federal. A informação foi divulgada hoje pelo ministro do Desenvolvimento Social e Agrário, Osmar Terra durante lançamento do projeto no Estado.

Segundo o ministro, serão disponibilizados R$ 568 mil para implantação das ações em MS e só serão atendidas crianças já inscritas em outros programas sociais como o Bolsa Família, por exemplo.

As cidades que já aderiram ao programa foram: Angélica, Aquidauana, Aral Moreira, Bela Vista, Campo Grande, Caracol, Cassilândia, Chapadão do Sul, Corumbá, Fátima do Sul, Japorã, Juti, Ladário, Laguna Carapã, Mundo Novo, Naviraí, Nova Andradina, Paranaíba, Paranhos, Pedro Gomes, Ponta Porã, Porto Murtinho, Ribas do Rio Pardo, Rio Verde de Mato Grosso, Tacuru, Terenos e Três Lagoas.

Participaram do evento, o  governador Reinaldo Azambuja (PSDB) e a primeira-dama, Fátima Azambuja,  a titular da Secretaria de Estado de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast), Elisa Cleia Nobre, a vice-prefeita de Campo Grande Adriane Lopes e a bancada federal de Mato Grosso do Sul: Simone Tebet, Waldemir Moka, Geraldo Resende e Tereza Cristina.

DECLARAÇÃO

Ainda durante o evento, Terra reforçou que quando Michel Temer assumiu a presidência a situação financeira do país estava crítica e enfatizou que os ministros estão “lutando” para contornar a crise.

PROGRAMA 

O programa foi criado pelo Ministério do Desenvolvimento Social e Agrário e tem como foco o desenvolvimento integral das crianças. Entre os objetivos está o de apoiar e acompanhar o desenvolvimento infantil na primeira infância, até os 3 anos, e, no caso de crianças em situação de vulnerabilidade ou de necessidades especiais, chegar até os 6 anos. A iniciativa também pretende ajudar as mães, ainda na fase de gestação, na preparação para o nascimento da criança e, posteriormente, com o desenvolvimento de atividades lúdicas envolvendo outros membros da família.

O Criança Feliz tem como público-alvo gestantes e crianças de até 3 anos de idade beneficiárias do Programa Bolsa Família, crianças de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada e as afastadas do convívio familiar por medida protetiva (crianças abrigadas).

Correio do Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui