Prefeitura gasta R$ 7,2 milhões por ano com comissionados em gabinetes

0
28

A prefeitura de Dourados gasta R$ 7,2 milhões por ano somente com o salário de comissionados em gabinetes da prefeita e de seus secretários. Por mês, são cerca de R$ 600 mil para remunerar 236 cargos indicados. Esse montante não contempla os salários dos secretários municipais nem dos diretores de autarquias e unidades de saúde.

Apenas no gabinete da prefeita Délia Razuk são 24 funcionários, entre eles 17 assessores, cinco gerentes de núcleo e uma chefe de gabinete.

Os dados foram obtidos no Portal da Transparência da prefeitura e podem ser acessados por qualquer cidadão clicando aqui.

Nem a Unidade Básica de Saúde da Seleta tem tantos servidores à disposição. Nessa UBS, que é uma das maiores de Dourados, são 23 funcionários, sendo cinco médicos e cinco profissionais de enfermagem distribuídos em três turnos, enquanto que os gabinetes funcionam apenas pela manhã.

Com a despesa mensal da prefeitura com comissionados em gabinetes, seria possível custear quase cinco meses da folha de salários da UBS da Seleta. Por mês, a unidade de saúde gasta R$ 123 mil com salários, segundo dados de maio de 2017, os últimos divulgados no portal.

Faixa salarial

Os cargos em comissão são de livre nomeação e exoneração pela prefeita, ou seja, não são providos por meio de concurso público, e estão ligados a funções de confiança da gestora nas posições de direção, chefia e assessoramento.

Cerca de 70% dos atuais comissionados foram nomeados na gestão da prefeita Délia Razuk (PR).

Dos 236 comissionados lotados nos gabinetes, 98 recebem até R$ 2 mil e outros 72 recebem entre R$ 2 mil e R$ 3 mil por mês. Com salários entre R$ 3 mil e R$ 5 mil, são 59 funcionários. Chama a atenção os sete cargos com remuneração acima de R$ 6 mil, destinados a seis assessores especiais e à chefe de gabinete da prefeita Délia Razuk.

Na UBS da Seleta, a média salarial de um médico, por exemplo, é de R$ 4.700, bem abaixo do que recebe a chefia de gabinete da prefeitura.

A reportagem procurou a assessoria de imprensa para ter um posicionamento oficial da Prefeitura, mas não teve retorno até a publicação deste material.

Dourados News

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui