Délia assina decreto que convoca mais185 profissionais do magistério

0
19

Na edição desta quarta-feira, um decreto assinado pela prefeita Délia Razuk beneficia a educação, com a convocação de mais 185 profissionais do magistério e três motoristas. A prefeita deixa clara a necessidade da chamada pela extrema importância do setor, ressaltando que se não convocar terá que contratar.

“Como mostramos aos diretores do sindicato da categoria, a prefeitura enfrenta uma grande crise financeira, tomados medidas duras de contenção de gastos, mas a educação é um caso a parte”, disse a prefeita, lembrando que fez um compromisso em relação a essas convocações e, tem que cumprir.

Délia esclarece que o município teve aumento de arrecadação, mas ao mesmo tempo cresceu também a folha de pagamento por conta do PCCR (Planos de Cargos, Carreira e Remuneração). Diante desse quadro a prefeitura tem que estar atenta a Lei de Responsabilidade Fiscal e não fazer compromisso sabendo da impossibilidade de cumprimento.

Para a prefeita, sua grande preocupação é com a estabilidade do pagamento dos servidores e, explica que toda e qualquer medida já tomada ou que poderá vir, é para garantir essa estabilidade.

Avanços – A Educação, como ressalta a prefeita, teve um avanço grande desde o mês de janeiro. Foram ativados Ceims, abrindo mais vagas diretamente nestes centros de educação e ainda, mais de mil crianças da educação infantil são atendidas pelas entidades que formalizaram convênio com a prefeitura. Em termos funcionários, são mais de 500 convocados.

Entre os chamados no decreto desta quarta-feira, estão 65 professores de anos iniciais, 65 de educação infantil, 13 de arte, dez de educação física, além de professores de matemática, ciências, geografia, história, língua portuguesa e professores coordenadores. A novidade foi a convocação de um professor específico para a educação agropecuária.

Para o professor aprovado, Romildo Marques de Farias, uma disciplina fora do currículo escolar, mas que é específica para a realidade, principalmente da Escola Agrotécnica, é de fundamental importância. “Geralmente o aluno que está ali tem na maioria dos casos, a intenção de fazer uma faculdade na área rural e, com essa disciplina ele já vai adquirir um adiantamento de conhecimento”, comentou.

Conforme o decreto desta quarta-feira, os convocados devem se apresentar para a perícia média de 10 a 14 de julho no Previd. Já a posse está marcada para 31 de julho a 4 de agosto no auditório da prefeitura. A relação de exames médicos e documentos solicitados constam no edital publicado no Diário Oficial.

Dourados Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui