Uber começa com 100 motoristas e 1/3 mais barato que táxi em Dourados

0
22

O aplicativo Uber começou a funcionar ontem em Dourados com mais de 100 motoristas e custo, em média, um terço mais barato em relação às corridas de taxi. A informação é do presidente da Associação dos Parceiros de Aplicativos de Transporte de Passageiros e Motoristas Autônomos de Mato Grosso do Sul (Aplic), Paulo Pinheiro. A reportagem também comparou os valores e solicitou uma corrida da área central da cidade, até o shopping Avenida Center, o que totaliza 1,93 quilômetro. Na corrida de Uber, o valor pago foi de R$ 5,50. Já na corrida de táxi foi de R$ 14.

Por enquanto, os pagamentos são feitos apenas por cartão de crédito e o sistema apresentou uma pequna falha em relação ao endereço do Shopping.

Durante a corrida, um consultor administrativo de 31 anos contou que decidiu incrementar a renda financeira com os lucros do aplicativo, nas horas vagas. Em pouco mais de uma hora, ele já havia realizado três corridas

Para o motorista, o sistema desenvolvido pela empresa garante total segurança para os usuários e essa confiança acabou marcando o primeiro dia de trabalho dele, quando foi chamado por um douradense residente no bairro Parque Alvorada e que solicitou que levasse o filho pequeno. “Ele só colocou a criança no carro e pediu para que eu a deixasse na escola”, conta.

Avaliação

Os clientes do Uber podem avaliar a corrida e. para garantir um bom reconhecimento, os motoristas investem em uma boa comunicação e muita comodidade.

Para a carioca Ravine Costa de Amorim, 20 anos, o aplicativo será válido para aqueles que gastam com transporte particular. A recepcionista residente próximo ao Parque dos Ypês eventualmente é vendedora no Shopping Avenida Center. A jovem contou que utiliza frequentemente o serviço de mototaxi e, em todas as corridas de casa até o shopping, investe R$10. “Com certeza vou começar a utilizar o serviço do Uber. É mais prático e cômodo” destacou Ravine.

Durante corrida com um taxista do centro de Dourados, a reportagem apurou que o percentual do valor do Uber é 1/3 mais barato que o táxi. O trabalhador afirmou que está tranqüilo diante da disponibilidade do aplicativo em Dourados, apesar da concorrência. Ele ressaltou que a categoria dos taxistas deveria se unir para desenvolver um sistema semelhante e que tornasse o serviço mais atrativo em relação aos demais aplicativos. “O Uber dá maior comodidade para os usuários. Está disponível 24h, o que difere de muitos taxistas que se limitam a realizar algumas corridas deixando o cliente na mão” afirmou.

No primeiro dia de atividades em Dourados, mais de 500 pessoas baixaram o aplicativo, segundo a expectativa de Paulo Pinheiro. Segundo ele, o próximo passo é ampliar o serviço para o interior do Estado. A expectativa é de que cerca de 1.2 mil motoristas estejam cadastrados aguardando aprovação para fazer Uber em MS.

Critérios

De acordo com a Aplic, para ser um motorista de Uber, o interessado deve obedecer a alguns critérios. O primeiro destes é alterar a CNH, junto ao Departamento de Trâsito, já que irá exercer atividade remunerada. O segundo passo é fazer a emissão dos antecedentes criminais nas esferas municipal, criminal e federal. Deve reunir documentação pessoal e do veículo e comprovante de residencia. O carro deve ser Sedan, a partir de 2008, com quatro portas e ar condicionado.

Câmara Municipal

A vereadora Daniela Hall (PSD), que reabriu o debate em Dourados sobre a liberação do Uber em audiência que realiziu em março, já que o serviço havia sido proibido em 2015, viu como um avanço o início das atividades. Porém, ela adiantou que vai colocar seu mandato para ajudar na fiscalização do serviço, que deve estar a contento do que a população espera.

Conforme ela, Dourados é uma cidade em plena expansão e crescimento e precisa acompanhar a modernização, implementando e atualizando a prestação de serviços. “Somos a segunda maior cidade no Estado. Temos importantes instituições de ensino superior. É necessário oportunizar a implantação novos mecanismos capazes de promover o bem estar do cidadão e ainda garantir o direito de escolha de cada um”, destacou.

Tribunal de Justica

A liberação do Uber ocorreu no dia 1º de junho. O Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul concedeu medida cautelar proposta pelo MPE, que entendeu que a Lei Municipal 4.084, de autoria do vereador Cido Medeiros apresentou vícios de inconstitucionalidade. (Colaborou Vinícios Araújo)

Dourados Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui