Geada não prejudica milho em Mato Grosso do Sul que já colheu 12% da área

0
16

Até o momento Mato Grosso do Sul tem 12,6% da área de milho 2ª safra 2016/2017 colhida, segundo a Circular Técnica nº 218 do Siga MS (Sistema de Informação Geográfica do Agronegócio). O levantamento, divulgado nesta quarta-feira (19) pela Aprosoja/MS (Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul), se refere a visitas realizadas na 2ª semana de julho pelos técnicos do projeto em propriedades rurais de todo o Estado.

As informações na íntegra podem ser conferidas por meio de realização de cadastro no link – [clique aqui](www.aprosojams.org.br, na aba SigaWeb). Entre as regiões, o norte do Estado continua com porcentagem média de área colhida mais avançada: 18%. A região sul tem 14% e, a região centro, com 4,3% de área colhida.

No norte, destaca-se o município de Alcinópolis, com 45% da área colhida. Já ao sul de MS, as cidades de Aral Moreira e Douradina, ambas com 20% do milho colhido e, no centro do Estado, o município de Bandeirantes, com 8% da área colhida.

Colheita a todo vapor

Em relação à média de área colhida no Estado neste período, a colheita do milho 2ª safra 2016/2017 está apenas 2,2% inferior à média registrada no mesmo período da safra 2015/2016, para a data de 14 de julho. Dados detalhados por município podem ser conferidos na Circular Técnica disponível na aba SigaWeb, no site da Aprosoja/MS.

Geada

No que diz respeito à geada registrada em alguns municípios do Estado na madrugada da terça e quarta-feira, dias 18 e 19, até o momento não foram contabilizados prejuízos às lavouras.

“Ainda é cedo para falar de perdas porque, devido ao fato do milho estar pronto para ser colhido, os impactos serão mínimos. Em todo caso, até sexta-feira, dia 21, as equipes do Siga MS estarão no campo coletando informações sobre as consequências das geadas. Ao que tudo indica, as estimativas de produção da Aprosoja/MS não sofrerão alteração”, explica o analista de grãos do Sistema Famasul, Leonardo Carlotto.

Estimativas

Em comparação aos dados da safra anterior (2015/2016) estima-se até o momento aumento de 3,4% de área plantada, passando de 1,74 milhões de hectares para 1,80 milhões de hectares. Já em relação à produção do grão, verifica-se acréscimo de 50,5% (de 6,098 milhões de toneladas na safra 2015/2016, para 9,180 milhões de toneladas na safra 2016/2017) e, ainda, acréscimo de 45,5% de produtividade, com 85 sc/ha na 2ª safra de milho atual.

Sobre a Aprosoja/MS

A Associação dos Produtores de Soja de Mato Grosso do Sul é uma entidade representativa de classe sem fins lucrativos constituída por produtores rurais ligados à cultura de soja, milho e outros grãos. Sua missão é viabilizar a sustentabilidade dos produtores do Estado, atendendo as demandas do mercado globalizado, oferecendo serviços de informação, qualificação, apoio e representação política da classe.

A Aprosoja/MS faz parte do Sistema Famasul (Federação da Agricultura e Pecuária de MS), assim como o Senar (Serviço Nacional de Aprendizagem Rural), a Funar (Fundação Nacional de Aprendizagem Rural) e Sindicatos Rurais. Com sede situada em Campo Grande, mantém canal de comunicação aberto com os produtores de todo o Estado.

 Dourados Agora

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui