Não podemos destruir a infância das nossas crianças

4
323
Por Jackeline de Lara*

Correr, andar de patins, bicicleta, pular corda, brincar de roda, jogar vídeo game, nadar no rio, piscina, pular na cama elástica, brincar na areia, rolar na areia, e fazer até bolinho de areia para jogar nos coleguinhas, isso sim é uma bela arte.

Que tristeza os últimos acontecimentos, no mundo, em nosso país.

É algo inimaginável, eu realmente não conseguia há dois meses imaginar que algo assim um dia aconteceria, e olha que sou uma pessoa muito antenada nas questões de abuso contra crianças, pedofilia.

O susto, misturado a uma indignação, para mim, e acredito que para muitos, é por toda essa sujeira vir de artistas, isso mesmo, artistas, formadores de opinião, aos quais sempre demonstraram lutar por um mundo mais justo, mais feliz, em especial para as crianças.

Fotos diversas, e vídeos também, de adultos urinando em mulheres, defecando em tecidos, mulheres em pé enquanto a menstruação escorria em frente às dezenas de pessoas, nas praças, lugares públicos, mas a cena que nem de longe alguém poderia imaginar ver, foi a de um homem nu, deitado, enquanto uma mãe incentivava sua filha tocar neste homem, isso mesmo, o pênis do homem exposto, enquanto a menininha de uns 4 anos de idade aproximadamente tocava no corpo daquele indivíduo.

Uma criança educada desta forma, se for tocada em sua partes íntimas, ou se lhe for pedido por um homem que ela o toque, ela não terá condições nenhuma de diferenciar se é certo ou errado, mesmo que isso lhe cause a pior das sensações.

Uma criança nunca conseguirá distinguir esse tipo de arte, de pedofilia, porque isso não é arte, isso é pedofilia. E os pedófilos na intenção de confundir os pais, a sociedade, gritam que estamos sendo radicais, preconceituosos, intolerantes, “pagando de santões”, como se abuso sexual infantil fosse algo que pudesse ser comparado a qualquer outro defeito que uma pessoa pode ter, nem mesmo um ladrão, um adúltero, um traficante, pode ser comparado a um pedófilo, já que esse crime é o mais cruel de todos, tanto que nem mesmo as facções mais perigosas o aceitam, porque têm essa consciência.

É necessário parar para refletir sobre nossos valores, e o que deve ser considerado um valor. Ser adulto já é tão complicado, não podemos também destruir a infância das nossas crianças, que são o frescor neste mundo borbulhando desgraças. Sim a arte verdadeira, e não à pedofilia.

* Jackeline de Lara, graduada em Pedagogia, especialista em Educação Especial e em  Educacão Infantil e Séries Iniciais, proprietária do Espaço Kids. Casada e mãe de duas lindas filhas.

4 COMENTÁRIOS

  1. Isso mesmo. Estão acabando com a pureza e a inocência das crianças que são a nossa expectativa de um futuro melhor. Ao invés de molda-las para o bem, corrigindo o que é certo ou errado, o que pode e não pode, estão se aproveitando da inocência delas para inverter os valores … Como se estivessem formando um “pequeno” exército de desertores.
    Não podemos dar brechas. Seja nas escolas, na casa dos amiguinhos, no desenho da televisão…

DEIXE UMA RESPOSTA

Digite seu comentário!
Digite seu nome aqui